sábado, 30 de abril de 2011

1º de Maio

Como é óbvio antes do 25 de Abril as comemorações do 1º de Maio eram coisa que nem se ouvia falar e por isso era “altamente revolucionário” quando aparecia escrito numa parede “O 1º DE MAIO É VERMELHO”, vi essa inscrição num muro em Vendas Novas e por mais caiadelas que lhe tenham dado por cima o raio da tinta vermelha fazia questão de sobressair. Veio-me à memória isto pela data e pelo recorte de jornal que vi num blog.

De uma nota da DGS (PIDE) publicada nos jornais:
”A Direcção-Geral de Segurança fez divulgar, através da Secretaria de Estado de Informação e Turismo”, a seguinte nota:
“Desde o início do corrente mês, mas com maior intensidade nos últimos dias, tem-se verificado por parte de várias organizações comunistas, uma grande actividade na difusão de panfletos e outras actuações de propaganda através das quais se incita a acções revolucionárias no 1º de Maio.
Com base nas averiguações feitas, foram detidos em Lisboa 15 indivíduos e 15 no Porto.”

Esta prática era corrente em várias cidades, nomeadamente nas Caldas onde os zelosos funcionários da PIDE tinham o cuidado de engavetar alguns conhecidos “Terroristas” para não terem veleidades de querer comemorar tal data.
Nos tempos que correm não somos presos, por enquanto, mas o PINGO DOCE descobriu uma nova forma de intimidação; 
OU TRABALHAS OU AQUELE CONTRATOZINHO ACABA AQUI.

Sem comentários: