terça-feira, 16 de novembro de 2010

Casas com história – Anselmo Lda

Então o Zé Ventura começou a sua actividade profissional na Casa Anselmo?
Lembro-me muito bem do senhor Anselmo e da loja que anteriormente só trabalhava com roupas e tecidos. Não me lembro é qual a razão da Philips ter dado a Agência a uma loja de roupas, porque tanto quanto sei o senhor Anselmo não estava nada relacionado com Electro-Domésticos. Todavia a Grundig nos anos 60 pertencia ao Luís Girão cuja loja também era de roupas e tecidos. Porque é que passou para a Casa Anselmo?
Trânsito? A Rua das Montras está muito mais bonita assim!
Fernando Santos.

A propósito do mail do Fernando Santos recupero aqui um post já publicado em 2007 para responder a este amigo de Olhão.
A Casa Anselmo, onde trabalhei, na Rua das Montras era onde actualmente está a "Romã" sempre foi uma loja de Electrodomésticos.
A Secção de pronto a vestir funcionava onde é hoje a Açoteia, posteriormente passou a funcionar paredes meias com os electrodomésticos.
Sempre foi representante da Philips.
Como diz era o Girão e o Albano Antunes que vendiam a Grundig, mas como nas casas do Anselmo em Peniche e Alcobaça também vendiam Grundig, por tabela a marca também era comercializada em Caldas.
A Casa Anselmo tinha ainda uma Secção de Máquinas de Costura que funcionava no inicio da Rua Miguel Bombarda,
Na esquina, em frente ao “Bomtom” era a Mercearia, depois o Jacinto, o Dias Alfaiate, a Casa de roupa do Américo Mota e depois a casa das máquinas de costura do Anselmo, se a memória não me falha julgo que era assim.
Por falar em memória, o meu amigo J.J. tem razão quando diz que o fecho da Rua das montras é no final da década de setenta, tenho um recorte da Gazeta das Caldas de 1979 que refere o acontecimento.

Quando se fizer um levantamento sobre a História do Comércio em Caldas da Rainha, (Um trabalho que tarda), a Casa Anselmo terá um lugar com algum destaque.
Esta firma que tinha a sua sede na “Rua da Montras”, onde hoje existe a Romã e a Açoteia, dedicava-se à venda e assistência técnica de electrodomésticos, fundamentalmente da marca Philips. Tinha ainda uma secção de pronto a vestir e venda de Máquinas de Costura, ministrando alguns cursos de utilização das mesmas.
Esta firma com gerência de Anselmo Fausto de Sousa, tinha outra loja em Peniche e comparticipação na Loja de Alcobaça, “Anselmo e Bajouco Lda”.
Cerca de três dezenas de empregados, onde me incluo, passaram por aquela casa.
A sua actividade acabou por volta de 1980.
Muitas histórias há para contar. Recordo que constava nos registos da Philips que o “Anselmo” foi a Casa que mais rádios vendeu numa altura em que a TV ainda não fazia parte dos nossos hábitos.

4 comentários:

Luis Eme disse...

Lembro-me bem do Anselmo e essa história do recorde de vendas de rádios, é no minimo curiosa...

Anónimo disse...

Gostaria muito de o poder fazer. Infelizmente, problemas de saude( falta dela) impedem-me. Esperemos que ilustres historiadores como João Serra ou Luís Rodrigues o façam.
Um abraço
João Norte.

Anónimo disse...

Foi nesta firma que comecei a trabalhar com 13 anos...até aos 21.
Ali cresci e me fiz homem.
Um abraço a todos aqueles que por lá passaram.
PS: Amigo Zé (Tiveste essa ideia), por isso temos que nos juntar.

Carlos Colaço (carl.col@hotmail.com

Anónimo disse...

Porquê, não tentar entrar em contacto com o filho do Sr. Anselmo, que também foi aluno na B.P.,que melhor que ninguém, saberá dos negócios do seu pai, embora esteja quase tudo dito.Do que eu me lembro foi o meu pai que fez as letras ANSELMO e uma gravata em chapa para dar reclame à casa. Chaves