domingo, 14 de outubro de 2012

O Painel do Júlio Pomar

Hoje de manhã quando fui à Praça da Fruta e estacionei em frente ao Café Central, veio-me à memória um episódio a propósito do painel que se encontra no seu interior.
Nos meus afazeres profissionais, aquando das minhas idas regulares a alguns armazenistas em Lisboa, um cliente que se encontrava no mesmo estabelecimento que eu apercebeu-se que eu era das Caldas e perguntou-me se eu conhecia o Café Central, depois disso contou-me vários episódios vividos naquele espaço, num período em que esteve na Tropa em Caldas, concluindo as suas historias dizendo, com muita ternura e emoção, que na mesa junto ao painel do Júlio Pomar escreveu muitas cartas de amor.
Mesmo não sendo um frequentador assíduo do café defendo que se deve fazer um esforço para preservar este e outros espaços semelhantes.


1 comentário:

Luis Eme disse...

é uma obra única nas Caldas.