sábado, 18 de dezembro de 2010

Está bonita a minha Cidade

As coisas no Comércio, como noutros sectores, não estão famosas, mas ainda assim ninguém nos pode acusar de não contribuir para que a cidade tenha alma.
Estas imagens dão conta de alguma animação de Natal. Os recursos não são muitos, mas melhor que a grandiosidade das animações é o espírito de união que pessoalmente constatei num jantar de Natal com alguns amigos “Comerciantes desta Praça”.
Lembrando os meus velhos tempos “revolucionários” apetece-me dizer:
A Luta continua…Juntos venceremos.


5 comentários:

Isabel Castanheira disse...

Ventura, Caro Engenheiro:

É sempre um prazer navegar pelos textos do Águas Mornas, principalmente porque tens a particularidade de teres uma visão optimista (ou será otimista?) sobre o que nos rodeia.

Tens o engenho e a arte de ver os copos meio cheios, quando a maioria de todos nós os vê meio vazios…

Foi um jantar passado em boa companhia e um serão a repetir.

Caro camarada; estarei contigo nas primeiras filas da luta!
Saudações revolucionárias,
Isabel

Luis Eme disse...

está bonita sim senhor.

parabéns aos comerciantes!

Anónimo disse...

Zé, a nossa cidade é sempre a mais bonita, é como a coruja via os seus filhos mas, é com pessoas como tu que a tornam ainda mais bela e com esperança. Eu abandonei- a mas ainda a amo e sempre que posso vou ter com ela. Á dois anos estive aí na altura do Natal, mas além desse amor existem outros amores que são os filhos, netos e eles não passam sem o peru que a mãe faz e já fomos proibidos de sair no Natal. Falando da crise que está afectando todo o nosso mundo português, eu posso-vos dizer que não é só aí , pois o Canadá que é um país de grandes riquezas a nível industrial e de matérias primas e outros recursos que Portugal não tem e é ver nesta altura do ano e não só...
as quantidades de pessoas a recorrerem aos meios de caridade. Temos aqui o "FOOD BANK" em que milhares de famílias têm que recorrer à sua ajuda para não passarem fome. A cidade de Toronto, assim como todo o inverno no Canadá é frio ou melhor é gelado e vêm-se quantidades dos "sem abrigo", nas ruas junto às saídas de ar morno que sai dos túneis do metropolitano ou então metidos em caixas de papelão que servem de casa. Eu também sei que eles preferem a rua (a liberdade) e não querem ir para os vários pontos de acolhimento que existem, mas a própria sociedade tem e teve a sua culpa. Quem imigrou nos anos 60/70, teve muito mais oportunidades que aqueles aqueles que vêm agora e mesmo as camadas de jovens que terminam os seus cursos superiores estão tendo muita dificuldade em ter um trabalho compatível e sei de alguns que os pais, os tais (baby boomers).são quem por vezes os suportam. Sem querer ir longe ao campo da politica posso dizer que tanto os nossos governantes, incluindo o Presidente da Republica e outros presidentes de outros países quando se visitam é a ver qual deles apresenta a maior riqueza, com almoços e jantares e não olham para a pobreza em seu redor,(já alguém os viu nos bairros pobres?) mas a vaidade é tanta que se candidatam duas e três vezes mesmo sabendo que pouco ou nada irão fazer, Não me venham dizer que é uma vergonha a pobreza ,quando eles vivem de várias pensões e na opulência, isso sim , é uma vergonha Digo isto não me referindo a um politico ou seja alguém em especial, mas sim quase a todos

Chaves

Anónimo disse...

Sendo um caldense só com 17 anos, digo que prefiro mil vezes a grande nossa grande cidade que é as Caldas da Rainha, do que ao Porto ou Lisboa. Não tem comparação possível. Parabéns pelo blog, é fantástico.

MaximinoMartins disse...

É verdade sim amigo Zé, a tua cidade é muito bonita (porque para além de outras coisas ...tem gente boa...!!!)
Sou obidense, mas gosto também muito das Caldas a quem estou ligado há mais de 50 anos pela Escola Ind. e Comercial...
Foi nas Caldas que alarguei o meu universo de amigos e continuo a gostar dela hoje como então...
É verdade o que diz este jovem amigo que me antecedeu no comentário...também gosto mais das Caldas do que de Lisboa...
Só não gosto mais das Caldas do que de Óbidos, mas isso vocês desculpam e compreendem não é...???

Um abraço pare
a todos os meus amigos caldenses