domingo, 13 de dezembro de 2009

Bonecos de Neve

Durante vários anos o comércio das Caldas primou por alguma inércia no que diz respeito à animação da cidade, limitando-se a aproveitar o facto de os vizinhos dos arredores terem uma apetência natural de fazerem as suas compras na nossa cidade.
Mas as coisas mudam e o encurtar das distâncias, via auto-estrada, e a proliferação de zonas comerciais muito agradáveis, fez “arrebitar as orelhas” da criatividade.
É nessa perspectiva que temos procurado criar motivos que sejam um pólo de interesse e venham dar razão ao que pensamos que é fundamental, não só para o comércio mas também para a cidade: que vale a pena comprar no Comércio de Rua.
Assim, depois das árvores de Natal dos anos anteriores, este ano são os bonecos de neve que dão alguma animação às ruas.

3 comentários:

Artur R. Gonçalves disse...

Este natal terei oportunidade de os ver ao vivo e ajuizar da qualidade da neve.

Anónimo disse...

Bom Dia, começo por felicitar os promotores das iniciativas, mas, salvo melhor opinião, estes eventos é como "dar melhoral a um doente com gripe" não faz bem, nem faz mal, dado que tem impacto reduzido na quantidade de pessoas a que a acção atinge, para reabilitar e reanimar o "comércio local" para além da natural modernização, tem que se trazer mais pessoas á cidade e ou aproveitar os largos milhares que ja passam os fins de semana na região e convencê-los que vale a pena comprar nas caldas.
A generalidade do dito "comércio local" inclusive a própria associação de classe, ainda não percebeu que uma das formas de promover a sua actividade,é associar-se á realização de eventos que tragam á cidade pessoas de fora.
O que sei. é que quando algumas das entidades locais pretendem organizar eventos que mobilizam e fazem deslocar umas centenas pessoas à cidade, normalmente a resposta é "não posso ajudar, isto está mau", o problema é que sempre esteve.
PS: é mais fácil, mais cómodo, os outros fazerem e se correr bem eu colho os beneficios.
Esta cidade nos ultimos 20 descaracterizou-se, deixou de ser um cidade aberta, com imensa vida, para ser um dormitório com uma GRANDE SALA DE ESPECTÁCULOS, é pena.
Caldense que vive fora.

Teresa disse...

Gostei de ver os "letreiros" de algumas lojas antigas das Caldas especialmente por mencionarem a DROGARIA BELEZA que pertenceu ao meu Avô materno.Hoje está agregada à Casa Caldeano, cujo proprietário é o meu Pai. O edifício da Drogaria Beleza foi adquirido peo meu Pai para ampliar a já existente "Casa Caldeano".
Teresa Aniceto Caldeano