segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Caldas intemporal XVIII – Rua de Camões



Esta é uma rua das Caldas com um peso histórico enorme.
Segundo o manuscrito de P.M.Jorge de São Paulo esta rua por alturas da construção do Hospital Real em 1534, era designada Rua das Oliveiras.
No Rol dos Confessados de 1656 é designada por “Rua de Baixo” com 11 fogos.
Em 1855 é citada numa deliberação da Câmara, que manda fazer obras no Largo da Copa, para que as águas que correm na Rua Direita possam seguir para a Rua de Baixo.
Em sessão de 1 de Setembro de 1856 foi designada por “Rua do Olival de Baixo”

-“Foi presente Joaquim Fadista, e requereo pª tirar pª a Rua do Olival de baixo uma porção de esterco – athe o conduzir para as suas fazendas – foi-lhe concedido pelo espaço de quatro dias”

Nos anos seguintes encontram-se várias referências a esta rua.
Em sessão de 7 de Junho de 1880 o Presidente da Câmara Dr. Carril Barbosa pedia aos vereadores para comparecem na Rua do Olival de Baixo, que foi alvo de obras, para a cerimónia da nova denominação que ficaria “Rua de Camões”. As tabuletas em ferro com o nome da rua foram oferecidas por Miguel Queriol como consta da acta de 5 de Julho seguinte.

5 comentários:

Artur R Gonçalves disse...

Ao confrontar mais uma vez um recanto conhecido da cidade da rainha guardado para a posteridade em três momentos diferentes no tempo, dá-me vontade de perguntar por onde anda ou foi parar aquele «charme» tão peculiar dos fotogramas mais antigos. Os próprios nomes dos arruamentos perderam um pouco desse encanto primitivo que nem a carga cultural de Camões consegue preservar.

João Norte disse...

Agora está quase tão feia e abandonada que bem merecia volta a rua debaixo, ou do lixo

jose disse...

OLa Ze
Parabens este teu blog tem uma excelente qualidade , gabo-te a paciência .
Abraço amigo

Joseph disse...

Caro amigo;ZeVentura..
Ainda nao ha muito vesitei a nossa cidade,e como levava comigo um de meus genros(Americano),assim como filha e neto(Americano tambem),que da nossa cidade nada conheciam,naturalmente que os levei a conhecer o Exlibris da cidade,Parque D.Carlos,ficaram encantados..
Porem quanto a Rua de Camoes,infelizmente ali se nota desleixo a todos os niveis(Pessimo expectaculo para turista ver aqueles arrumadores que por ali se encontram)..
A cidade deve resolver esta situacao dando-lhes uma farda e identificacao,mesmo que sendo o mesmo pessoal,quem vesita nota ordem e responsabilidade.
Jose Caetano
Caldense nos USA

Anónimo disse...

Aprendi muito