quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

O Santo Antão


…Talvez a vida tivesse menos luzimento de exteriorizações, talvez as Caldas fossem menos progressivas, mas estendia-se, sem dúvida, por toda a parte, a doce paz de um mundo que girava sem cuidados. Não haveria, decerto, tantos automóveis, mas era admirável ir a Óbidos ou a Tornada. À procissão anual ou às romarias do Santo Antão ou do São Brás, a pé, cantando pelo caminho…
RECORDAÇÕES DE INFÂNCIA NAS CALDAS 1940-1954-1957 , Luiz Teixeira

Este ano juntei-me aos milhares de pessoas que sobem a escadaria até à Capela, cumprindo um ritual que nos leva a pensar que por aqui a tradição ainda é o que era. As fogueiras para assar o chouriço são às dezenas e o vinho é acompanhamento indispensável para animar os participantes.

A Capela de Santo Antão de Óbidos: Situada a noroeste da vila de Óbidos, foi construída em cumprimento de um voto, por D. Antão Vaz Moniz, fidalgo obidense e um dos combatentes da Ala dos Namorados em Aljubarrota. Todos os anos , no dia 17 de Janeiro celebram-se os festejos em honra de Santo Antão. O povo sobe ao Outeiro, com muita devoção e oferece ao "Padroeiro dos Animais" azeite e linguiças, como sinal de cumprimento das promessas.

6 comentários:

Maria disse...

As vezes que fui ao St. Antão a Óbidos com os colegas da Escola...
Íamos de combóio, e era uma festa...

Rolando... sempre disse...

Apanhava-se a "automotora das 3 e um quarto" e o regresso era feito a pé. Nesse dia não havia aulas e os professores marcavam os números dos alunos faltosos no pequeno quadrado do livro de ponto, para não ser falta colectiva, que poderia cheirar a greve. Por vezes aparecia um ou outro mais "cumpridor" que queria ter aulas e, naturalmente, o primeiro professor que o recebia mandava-o ter juízo.
As escadas não custavam nada a subir ... ainda será assim?

A COR DO MAR disse...

Interessante, nao conheço, tenho de ir conhecer. obgda
beijoca *

José disse...

O Orlando tem toda a razão as escadas não custavam nada a subir e então para baixo era do melhor era degrau sim degrau não.

Anónimo disse...

Às vezes a descer...havia um ou outro (mais velho. não nós...!!!), que não sei "se por carga a mais"...ia parar acima dos carrascos que ladeiam a escadaria...
Tudo quedas que não deixavam muita moça...aparte um ou outro arranhão...que no outro dia nem se lembravam onde tinha sido arranjado...

Vamos encontrar-nos lá em 2008...
Combinado...???

Maximino

Anónimo disse...

por vezes custava menos a descer alguns em tal estado de dormencia que nem sabiam como tinham chegado a casa (em que estado, roto e esfarrapado).