quinta-feira, 18 de julho de 2024

O CERAMISTA ARMANDO CORREIA

Ao folhear este catálogo da exposição antológica de Armando Correia, que a Margarida Araújo coordenou muito bem, reforço a ideia que tinha, que este brilhante ceramista nunca foi devidamente valorizado pelos Caldenses, talvez porque a sua humildade e alguma timidez não permitiram um maior conhecimento da sua obra.
Tive o prazer de conversar com ele, algumas vezes a propósito de umas fotografias dos antigos alunos da Escola Bordalo Pinheiro, e constatei isso mesmo, aquele seu jeito excessivamente modesto, tirou-lhe alguma visibilidade que lhe era inteiramente merecida.




sábado, 13 de julho de 2024

A VOLTA A FRANÇA

Enquanto o futebol faz a pré-epoca e a comunicação social, todos os dias anuncia a vinda de uma tonelada de jogadores para o Benfica, o Ciclismo ganha estatuto como o grande desporto de verão.
A volta à França é realmente a maior prova da modalidade. Como estou a recuperar de uma cirurgia às hérnias inguinais, tenho apreciado o esforço gigantesco destes reis do pedal, entre os maiores, o “nosso” João Almeida. É certo que as exigências e a hierarquia da equipa por vezes anulam alguma vontade de brilhar individualmente, mas subir Pirenéus e Alpes é obra.
Para ilustrar estas minha palavras de apreço, junto umas fotos de algumas páginas da minha colecção filatélica de Desporto.





sábado, 6 de julho de 2024

A VOLTA A FRANÇA

Agora que Portugal já fez as malas para regressar do Europeu de Futebol, o Ciclismo assume a sua importância nesta altura do ano.
Ao ver na TV algumas imagens do “Tour de France”, dou comigo a pensar no homem extraordinário que foi Joaquim Agostinho, e no jornalista que mais de perto o acompanhou nas suas andanças francesas, Carlos Miranda.
Quando chegava o mês de Agosto era um leitor assíduo do jornal “A Bola” e reportagens do Carlos Miranda sobre a volta à França eram lidas do principio ao fim, e que bem que escrevia, aliás pela “A Bola” passaram alguns dos melhores Jornalistas que não têm nada a ver com estes “escrevedores” de noticias que proliferam por tudo o que é sitio, salvo raras excepções.
Nesta imagem que ilustra esta minha memória, lá estão as maiores figuras do “Tour”, e, como não podia deixar de ser, o nosso Joaquim Agostinho lá está entre os “Reis do Pedal”

sexta-feira, 28 de junho de 2024

Partiu o Manuel Fernandes

Um grande Sportinguista deixou-nos, o progressivo agravamento do seu estado de saúde anunciava a sua partida.
No jantar do Núcleo dos Sporting das Caldas da Rainha, em 2022, tive o prazer de partilhar algumas conversas com este Homem bom, onde dei conta da grande admiração que o meu Pai tinha pelo “Grande Manel”.
Vi-o jogar algumas vezes, poucas, mas o suficiente para o juntar à minha galeria de grandes jogadores, tais como Damas, Jordão, Yazalde e tantos outros, mas o “Manel” era o maior.
Até um dia meu amigo.

sábado, 8 de junho de 2024

O 10 de Junho

O Dia de Portugal não é coisa que entusiasme por aí além o comum das pessoas, é somente mais um feriado.
O 10 de junho, a quem o Estado Novo chamou de Dia da Raça, (este epíteto criado por Salazar na inauguração do Estádio Nacional do Jamor em 1944), foi também utilizado para atribuir umas tantas medalhas pelos feitos na guerra do ultramar, muitas dessas medalhas foram a título póstumo. Agora com uma roupagem nova, ganhou o pomposo nome de Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas, e é nas comunidades Portuguesas espalhadas por esse mundo a fora que o dia ganha maior relevo.
Talvez porque as comemorações são sempre muito institucionais, nunca valorizei muito esta data, em qualquer dos casos, com este magnifico desenho,  aqui deixo a minha homenagem ao poeta Luís Vaz de Camões.

quarta-feira, 22 de maio de 2024

Atletas de outros tempos

De volta às minhas colecções aqui deixo esta folha com estas bonitas carteiras de fósforos dedicadas ao atletismo.
Esta colecção editada nos anos 60 pela Sociedade Nacional de Fósforos, composta de caricaturas de atletas de várias modalidades sendo o seu autor o ilustrador José Pargana, retrata alguns dos nomes mais sonantes do desporto português da altura.

domingo, 19 de maio de 2024

Verbenas em 1931

Numa altura em que começa a cheirar a Santos Populares, aqui fica um bilhete que dava acesso às verbenas de junho de 1931. O local era a Avenida da Independência Nacional e o preço era de 1 escudo, não sei se dava direito a umas sardinhas assadas, mas provavelmente nessa altura a sardinha era comida de gente pobre.


quarta-feira, 15 de maio de 2024

OBRIGADO

Realmente a quantidade e a qualidade de amigos que me felicitou pelo meu aniversário deixam-me com o ego em alta. Estragam-me com mimos. OBRIGADO
Festejar mais um ano não é só sinónimo de envelhecer, é também somar sucessos e fracassos, e sobretudo histórias para contar. Não é mau fazer anos, mau é ter uma vida vazia, o que felizmente não é o meu caso, estou de bem com a vida, e esta caminhada de 72 anos tem sido feita em boa companhia, uma família do melhor, amigos cinco estrelas, e uma enorme vontade de gozar a vida enquanto por cá andar.
Um obrigado a todos os amigos que nunca se esquecem de me lembrar que estamos cada vez mais velhos.



domingo, 5 de maio de 2024

SPORTING SEMPRE

Rapaziada oiçam bem o que eu lhes digo
E gritem todos comigo
Viva ao Sporting
Rapaziada quer se possa
Ou se não possa
A vitória será nossa
Viva ao Sporting

terça-feira, 30 de abril de 2024

A Princesa do Tâmega

Por força de uma amizade de longa data, vou com alguma frequência a Amarante.
A cidade a que chamam a “Princesa do Tâmega” contínua encantadora, com uma grande mancha arborizada que se liga com grande harmonia com o Rio.
Claro que a juntar a tudo isto, a magnifica gastronomia e a boa companhia, fazem do passeio um fim de semana perfeito.







segunda-feira, 22 de abril de 2024

25 de Abril sempre

O Medeiros Ferreira disse um dia que “Foi tão importante o 16 de março para o 25 de abril, como foi o 31 de janeiro para a República”, faço minhas as suas palavras, e junto a este magnifico trabalho de arte urbana da autoria de “Ruido”, não me canso de dizer “25 de Abril sempre”, um sentimento bem expresso pelas palavras do poeta de Abril, José Fanha.  

Muito tempo já passou
no que passou desde então
mas o cravo esse ficou
dentro do meu coração.

segunda-feira, 8 de abril de 2024

Uma volta pela Holanda

Quando se pensa visitar a Holanda, pensamos em Amesterdão, mas não visitar cidades como Leiden, Delft e Utrech, é não conhecer o lado mais tradicional e pitoresco dos Paises Baixos.
Roterdão, que durante a Segunda Guerra foi parcialmente destruída, orgulha-se de ser hoje uma cidade vibrante e de projectos arquitectónicos “Fora da Caixa”.     
Desta minha voltinha pelos Países Baixos deixo aqui algumas fotos de Delf, Roterdão, Utrech e Haia.














quinta-feira, 4 de abril de 2024

No País das Flores

Uma semana nos Países Baixos deu para encher o olho. Visitar os jardins de Keukenhof, também conhecido como os jardins da Europa, é obrigatório, são quilómetros de uma beleza rara, onde as túlipas, os jacintos, os narcisos e muitas outras, dão um colorido que nos deixam com vontade de lá voltar.
Para se ter uma ideia, diz o site oficial que são plantados anualmente sete milhões de bolbos de flores. Pena que nesta altura o sol é um pouco envergonhado, mas como se percebe para visitar o parque tem de ser agora, porque o parque abre por algumas semanas durante o ano. As tulipas só florescem na primavera. Não haveria o que ver em outras épocas.